EM DIRETO
Fechar X
ASSISTA AGORA
EM DIRETO
Procurar
EM DIRETO
Publicidade

Artigo de Opinião │ A Mobilidade como pilar do desenvolvimento da comunidade

A mobilidade é um dos fatores cruciais para o desenvolvimento das comunidades, pois permite a aproximação e a facilitação de circulação entre as localidades. Em Lordelo, a falta de um sistema rodoviário público eficiente foi, durante muitos anos, um grande entrave ao progresso da nossa Cidade.

A necessidade de deslocação aos serviços públicos em Paredes, ou ao Porto, ou para aceder aos serviços de saúde do hospital de Penafiel, foi sempre um problema recorrente que, durante décadas, comprometia a qualidade de vida, o bem-estar e o desenvolvimento da nossa população.

Como presidente de Junta, sempre senti que a ausência de uma rede digna de transportes públicos, estava a comprometer o desenvolvimento da nossa terra e a qualidade de vida dos nossos Cidadãos. Assim, logo que assumimos os destinos da Junta de Freguesia de Lordelo em 2013, esta passou a ser uma das nossas principais “bandeiras” por um direito que nos estava a ser manifestamente e constantemente recusado, colocando-nos numa situação de quase total isolamento.

Com a entrada do Município de Paredes na AMP (Área Metropolitana do Porto) abriu-se aqui uma janela de oportunidade para tentar resolver este problema, integrando o território no sistema de transportes do Grande Porto. Durante anos, lutamos junto das instâncias com responsabilidade nesta matéria, e entre avanços e recuos, surgiu finalmente o projeto UNIR, com o objetivo de estabelecer uma ligação de proximidade entre os municípios integrantes, implementando carreiras regulares e horários distribuídos ao longo do dia.

O lançamento do projeto UNIR, no final do ano passado, mais do que turbulento, foi um enorme desafio. As dificuldades naturais relacionadas com a falta de veículos, de recursos humanos, ou a falta de definição de itinerários e paragens geraram algum desconforto na população, resultando em desconfianças legitimas quanto aos benefícios do serviço. No entanto, agora, com cerca de seis meses de atividade, podemos constatar que o projeto UNIR já conseguiu resolver a maior parte dos problemas e, acima de tudo, conseguiu colmatar a lacuna existente nos transportes públicos da região. A presença de um número maior de autocarros a circular diariamente pelas estradas de Lordelo é evidente. Existem múltiplos horários diários para o mesmo trajeto, e a flexibilidade proporcionada veio facilitar a vida dos utentes.

Embora o serviço ainda esteja longe de ser perfeito, é inegável que a UNIR trouxe uma solução prática e eficaz para o problema de mobilidade que por tanto tempo afetou a nossa população. Acredito firmemente que esta será a melhor forma de unir os municípios do Tâmega e Sousa e da Área Metropolitana do Porto. É essencial que as pessoas compreendam a complexidade que um projeto desta dimensão acarreta, mas uma coisa é certa: Lordelo está agora melhor servida de transportes públicos.

A implementação do projeto UNIR é uma vitória de e para todos nós, uma prova de que com persistência e trabalho conjunto, é possível resolver problemas antigos e promover o desenvolvimento. O impacto positivo já pode ser sentido, e estou confiante de que, com o tempo, o serviço será ainda mais aprimorado, beneficiando cada vez mais a nossa comunidade. Lordelo está mais ligada, mais acessível, e, consequentemente, mais preparada para crescer e prosperar.

 

Nuno Serra

Presidente da Mui Nobre Cidade de Lordelo

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Procurar
Close this search box.
Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade