EM DIRETO
Fechar X
ASSISTA AGORA
EM DIRETO
EM DIRETO
Publicidade

Administradas mais de sete milhões de vacinas em 2023

No último ano foram administradas mais de sete milhões de vacinas em Portugal no âmbito do “Programa Nacional de Vacinação (PNV) e da campanha de vacinação sazonal contra a gripe e covid-19 2023/2024, que envolveu pela primeira vez as farmácias comunitárias”.

A informação é avançada pelo governo no portal Portugal.gov.pt que destaca que foi publicada, esta sexta-feira, em Diário da República, uma portaria que vem “consolidar o modelo de governação e funcionamento do Programa Nacional de Vacinação, e de outras estratégias e campanhas nacionais de vacinação – destinados à proteção da saúde pública e das pessoas em maior risco ou em circunstâncias especiais”.

A portaria, ainda de acordo com o comunicado, adapta “o planeamento e a operacionalização das iniciativas de vacinação à nova organização do Serviço Nacional de Saúde, nomeadamente à criação de novas Unidades Locais de Saúde em todo o país e à extinção das Administrações Regionais de Saúde, cujas atribuições são sucedidas por outras entidades do Ministério da Saúde”.

O ministério da Saúde destaca que que a “portaria consolida as normas regulamentares aplicáveis e define as competências de cada organismo em matéria de vacinação”.

Fotografia: DR

Pretende-se, com esta portaria, assegurar “todas as condições para a prossecução do PNV e das demais estratégias e campanhas de vacinação, mantendo os bons resultados nacionais, definindo-se de forma clara as competências de cada entidade”.

O ministério adianta, ainda, que “em 2023 foram administradas mais de 7,3 milhões de vacinas em Portugal”, sendo que  “no âmbito da vacinação sazonal 2023/2024, que ainda decorre, foram vacinadas 2.492.171 pessoas contra a gripe, o número mais elevado de sempre, e 1.988.679 contra a covid-19”.

“Em ambos os casos, o envolvimento das farmácias comunitárias contribuiu para otimizar as oportunidades de vacinação, privilegiando a comodidade e proximidade para os utentes, ficando também estabelecido na portaria as condições desta colaboração”, refere o comunicado que o governo partilhou.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde “no âmbito do PNV, Portugal mantém das mais elevadas coberturas vacinais da Europa, garantindo assim a proteção da população contra doenças re-emergentes como o sarampo”.

Ainda de acordo com este ministério “a portaria agora publicada aborda todo o circuito e define responsabilidades desde a autorização de novas vacinas até à sua administração aos utentes, passando pela aquisição, os serviços de logística, a distribuição, o armazenamento ou a monitorização e avaliação”.

Com esta revisão, o Governo reafirma os “princípios a que devem obedecer o PNV e as demais estratégias e campanhas de vacinação: gratuitidade para o utilizador; acessibilidade; equidade; abrangência, destinando-se a todas as pessoas que em Portugal tenham indicação para vacinação; e aproveitamento de todas as oportunidades de vacinação”.

(Fotografia de destaque: DR/foto ilustrativa)

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade