Publicidade

Abertas candidaturas para Prémio Artes Plásticas Henrique Silva

Decorrem até 31 de maio, as candidaturas à 6.ª edição do Prémio Artes Plásticas Henrique Silva, evento cultural organizado pela Câmara de Paredes, que tem como objetivo estimular e contribuir para o aparecimento de novas obras no domínio das artes plásticas em Portugal.

A autarquia destaca que cada artista poderá apresentar apenas uma “obra inédita a concurso”, sendo que as “candidaturas serão analisadas por um júri de seleção”.

O júri, quer da fase da seleção, quer da fase final, será constituído por um representante da Câmara Municipal de Paredes, sem direito a voto, que presidirá três elementos de reconhecido mérito na área das Artes Plásticas.

O prémio das artes plásticas “Henrique Silva”, reconhecido artista plástico nascido em Paredes, em 1933, e que fez-se pintor e escultor em Paris, contempla três vencedores.

À pessoa vencedora será atribuído um prémio no valor de  mil euros, o segundo prémio receberá 500 euros e o terceiro prémio 250 euros.

As candidaturas devem ser enviadas para o e-mail: cultura@cm-paredes.pt, até ao dia 31 de maio de 2024.

Notas biográficas de Henrique Silva

 Henrique Silva nasceu em 1933 na cidade de Paredes, foi diretor executivo da “Árvore, Coop. Atividade Artísticas de 1978 a 1995, presidente da Projeto, Núcleo de Desenvolvimento Cultural, cofundador e Diretor da Bienal de Cerveira desde 2003”.

É diretor do curso superior de Artes e Multimédia da Escola Superior Gallaecia, desde 2009. É Presidente do Conselho Científico da Escola Superior Gallaecia.

A autarquia destaca que foi “bolseiro da Fundação Gulbenkian em Paris de 1961 a 1963, frequentando a École Superieur de Beux-Arts de Paris. Licenciou-se pela Universitée de Paris VIII, em 1977 em Artes Plásticas para o ensino, tendo-se doutorado em Média-Arte Digital na Universidade Aberta e Universidade do Algarve em 2015”.

Foi diretor-geral e pedagógico da “Escola Profissional de Economia Social em 1989/91 e 1998/2000, participou em seminários e reuniões internacionais em Varsóvia – 1983, Bruxelas – 1986, Creta – 1987, entre outras, sobre políticas de desenvolvimento territorial e cultural”.

Expôs em Portugal, Espanha, França, Bélgica, Estado Unidos, etc. desde 1958, com mais de 50 exposições individuais e 200 exposições coletivas.

(Fotografia de destaque: DR/Câmara de Paredes)

 

 

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade