Procurar
Publicidade

Utentes com deficiência tiveram direito a corte de cabelo de graça

Vários utentes da Associação de Solidariedade Social de Basto, situada em Celorico de Basto, viveram, esta segunda-feira, uma experiência diferente e verdadeiramente enriquecedora.

Nuno Duro, um conhecido profissional/barbeiro da vila, em articulação com a Associação de Solidariedade Social de Basto, uma instituição particular de solidariedade social, “fundada em 2000, com o objetivo de dinamizar ações de caracter social e educativo junto das populações mais carenciadas do concelho”, cortou o cabelo, gratuitamente, a vários utentes do Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI), valência destinada a “desenvolver atividades ocupacionais para pessoas com deficiência”.

Nuno Duro, em declarações ao Novum Canal, referiu que esta é uma atividade que esteve integrada num projeto de cariz social, designado “Eu também sou gente. Um dia no Dom Nuno, um dia feliz”.

“Esta segunda-feira recebi a visita vários utentes da Associação de Solidariedade Social de Basto e tudo iniciou com o Diogo que é utente no CACI e que já frequentava a minha barbearia. Quando vinha cá trazia uns amigos e reparei que os seus colegas ficavam com um brilho nos olhos sempre que cortava o cabelo ao Diogo. Optei, então, em articulação com a associação, por fazer esta ação, que é uma atividade inteiramente gratuita, que tem também um dimensão social”, disse, reconhecendo que através destes gestos é possível aumentar a autoestima destes utentes tão especiais.

“Acima de tudo o meu objetivo não é obter protagonismo, mas deixar as pessoas e estes utentes felizes. Acredito nestas ações e acho que a sociedade civil tem de se abrir às instituições, articular com elas, e, desta forma, conhecer o trabalho que estas fazem. Com esta atividade, foi meu objetivo associar-me a uma instituição que é sobejamente conhecida, que tem uma missão nobre, dando, de alguma forma, o meu contributo e fazendo com que outras entidades da vila eventualmente se venham a associar, contribuindo, assim, para ajudar estas e outras pessoas”, declarou, reconhecendo que são estas ações que fazem a diferença e contribuem para promover, também, uma maior qualidade de vida.

Marisa Silva, da Associação de Solidariedade Social de Basto, relevou a importância desta ação, salientando que esta atividade contribuiu para proporcionar um dia e uma experiência diferente aos utentes.

“O Nuno contactou a associação para promover esta iniciativa e a instituição associou-se de imediato. Foi uma experiência enriquecedora que eles irão recordar. Tiveram a possibilidade de fazerem cortes diferentes, modernos, sempre com o aconselhamento do Nuno”, disse, sustentando que a associação além do CACI dispõe das valências, uma creche, serviço de apoio domiciliário, centro de dia, centro de atividades de tempos livres e cantina social, assim como um Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão, uma Residência de Autonomização e Inclusão, e o lar residencial.

Marisa Silva relevou, também, a importância da sociedade dar contributos no sentido de ir ao encontro daquilo que são as necessidades da instituição, conhecer os projetos e atividades que a associação promove, seguindo o exemplo de Nuno Duro.

Luís Teixeira, utente da CACI, um dos utentes que participou nesta experiência, reconheceu que este foi um dia diferente e enriquecedor.

“Quando saímos da instituição, todos os dias são bons”, disse, com um sorriso no rosto e feliz pelo corte de cabelo realizado.

Diogo Lopes, outro dos utentes que teve um papel ativo nesta iniciativa, mostrou-se igualmente grato pela possibilidade de usufruir de um dia diferente e de ter proporcionado, igualmente, uma experiência única aos demais colegas.

“Estou feliz pelos meus colegas terem, também, cortado, o cabelo. O Nuno merece e foi graças a ele que tudo isto foi possível”, adiantou.

Pedro Neiva e Márcio Neiva, irmãos, não esconderam, também, a emoção por terem passado um dia diferente, com os colegas da instituição, e terem tido a possibilidade de ganhar um corte de cabelo diferente daquele que habitualmente costumam fazer.

O Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão visa a promoção da qualidade de vida dos utentes da associação, possibilitando “um maior acesso à comunidade, aos seus recursos e atividades e que se constituam como um meio de capacitação para a inclusão, em função das respetivas necessidades, capacidades e nível de funcionalidade”.

A associação destaca que o CACI tem como destinatários “pessoas com deficiência, com idade igual ou superior a 18 anos, que não possam por si só, temporária ou permanentemente, dar continuidade ao seu percurso formativo ou exercer uma atividade profissional, ou ainda que se encontrem em Processo de Inclusão Socioprofissional, designadamente entre experiências laborais”.

 

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Procurar
Close this search box.
Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade