EM DIRETO
Fechar X
ASSISTA AGORA
EM DIRETO
EM DIRETO
Publicidade

Entrudo de Pias 2024 registou “forte adesão”

O Entrudo de Pias 2024, que decorreu nos dias 10 e 11 de fevereiro, no concelho de Cinfães registou, segundo a organização, uma forte adesão do público, cumprindo, assim uma tradição de um dos carnavais mais autênticos da região.

A edição deste ano voltou a primar pela diversidade de atividades como a fogueira de rua, baile de máscaras com Homens da Gaita, mostra de máscaras típicas, corrida da comadre e do compadre, touro e um churrasco comunitário.

Pedro Sá, da organização, relevou, em declarações ao Novum Canal, o forte envolvimento da comunidade que tornou possível realizar este evento cultural que já é uma referência no concelho de Cinfães.

Fotografias: DR

“Gostaríamos de expressar a nossa mais profunda gratidão a todos os envolvidos no sucesso do Entrudo de Pias deste ano. Foi uma ocasião verdadeiramente memorável, e isso não teria sido possível sem o apoio e dedicação de cada um. Em primeiro lugar, queremos agradecer aos Homens da Gaita por proporcionarem uma atmosfera animada e contagiosa durante o nosso baile, não poderíamos estar mais gratos pela energia que trouxeram. Um agradecimento especial também vai para o Café Convívio, que contribuiu para a logística do evento e para quem nos presenteou com bebidas e produtos alimentares”, disse.

Pedro Sá deixou, ainda, agradecimentos ao trabalho “incansável da equipa de organização do evento”.

“O comprometimento em preservar e promover a nossa aldeia na região e no país é verdadeiramente inspirador. Sem o esforço de todos, nada disto seria possível. Ficamos especialmente felizes em saber que houve uma boa adesão à máscara típica de Pias, que as corridas foram as mais disputadas dos últimos anos e que o Touro, um símbolo tão vital para a autenticidade e tradição do nosso Carnaval, não foi esquecido e recebeu toda a devida reverência”, expressou, recordando que o churrasco, que encerrou o evento ficou, uma vez mais, marcado pela “amizade, união e troca de ideias”.

Fotografias: DR

“Foi um momento de confraternização que certamente ficará marcado nas nossas memórias”, acrescentou.

Refira-se que o disfarce típico do Entrudo de Pias contempla “mulheres mascaradas de homens e homens mascarados de mulheres em que são utilizados chapéus, meias, calças, camisas e saias de cores garridas, luvas para que as mãos não sejam reconhecidas e o elemento principal do disfarce “a máscara de renda”.

“ Toalhas, cortinas ou panos de renda são colocados na face para que a identidade do mascarado seja ocultada, já que por esta altura todas as pantominices são permitidas”, afirmou.

Fotografias: DR

Na semana dos compadres, as “mulheres à socapa dos homens começam a preparar o “triste” do Compadre, é feito de palha, tecidos de cores garridas e roupas velhas e fica bem escondido até ao dia em que será corrido”.

Já na semana das comadres, os homens juntam-se e começam a planear a construção da “coitadinha” da Comadre feita com o mesmo material”.

A dado momento, no dia das corridas surge um rebuliço no largo da aldeia e ouve-se o toque forte do corno.

Nesta altura, homens tentam roubar o Compadre tendo como destino a fogueira, já as mulheres tentam apoderar-se da Comadre.

Fotografias: DR

O Touro de Pias é composto habitualmente por dois homens cobertos por 1 ou mais mantas, com uns chifres no cimo da cabeça, e um rabo na traseira.

Estes conduzidos pelo suposto dono do animal, correm a população que se encontra a assistir.

Em certos momentos surge alguém que o tenta ordenhar, mas este rapidamente entorna a leiteira com os seus coices atingindo a população.

 

 

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade