EM DIRETO
Fechar X
ASSISTA AGORA
EM DIRETO
EM DIRETO
Publicidade

Projeto pioneiro “Pinheiro Bike Bus” apresentado

Foi apresentado, esta quinta-feira, 25 de janeiro, na Escola Básica e Secundária do Pinheiro, freguesia das Termas de S. Vicente , o projeto pioneiro “Pinheiro Bike Bus”, projeto pioneiro que desafia comunidade escolar a adotar padrões de mobilidade mais saudáveis e sustentáveis.

 

O projeto, da responsabilidade do Agrupamento de Escolas de Pinheiro, em parceria com a Câmara Municipal de Penafiel e as Juntas de Freguesia de Oldrões, Valpedre, Canelas e Termas de S. Vicente, tem como propósitos apostar no uso quotidiano e responsável da bicicleta.

Pretende-se, ainda, incrementar o ciclismo enquanto modalidade desportiva e contribuir para a sustentabilidade ambiental.

João Paulo Ferreira, professor de Educação Física no Agrupamento de Escolas de Pinheiro, destacou que este projeto decorre do Desporto Escolar sobre Rodas que pretende capacitar os alunos na aprendizagem e utilização da bicicleta.

“Nesta fase havia necessidade de partilhar com os que não sabem andar de bicicleta”, disse, salientando que foram desenhados dois percursos; um de Canelas à Escola e outro de Oldrões ao estabelecimento de ensino.

“Enquanto o IC 35 está em construção estamos a promover a vinda para a escola de forma segura e sustentada”, afirmou, salientando que, nesta fase, os alunos da educação especial são os primeiros a serem visados.

“Depois iremos fundir este projeto com outros da escola. Em fevereiro iremos iniciar o ensino da bicicleta e depois chegaremos aos restantes estabelecimentos de ensino do agrupamento”, afirmou, salientando que o projeto visa basicamente a criação de uma caravana de bicicletas com alunos, pais, professores, auxiliares de ação educativa e outras pessoas ligadas a esta instituição escolar.

A responsável pelo do Agrupamento de Escolas de Pinheiro, Luísa Coelho, reconheceu que este projeto além de contribuir para a sustentabilidade ambiental, potencia padrões de mobilidade mais seguros, saudáveis e empoderadores.

A presidente deste agrupamento realçou, ainda, que o projeto contribuiu para a humanização das localidades, fomenta o convívio e socialização entre a comunidade escolar.

“É uma atividade no âmbito do desporto escolar muito comunitária. Incrementa o exercício físico, promove a sustentabilidade e mobilidade”, disse.

Pedro Cepeda, vice-presidente da Câmara de Penafiel, relevou, também, a importância deste projeto para o incremento da designada mobilidade suave.

“Estamos, desde o início, envolvidos nesta iniciativa. Fomos desafios pelo Agrupamento de Escolas de Pinheiro a integrar o projeto, pois acreditamos que estas ações contribuem para promover a mobilidade suave e potenciar, defendemos a neutralidade carbónica e a descarbonização da economia como objetivos e metas a atingir”, concretizou, confirmando que depois deste agrupamento outros estabelecimentos possam, igualmente, beneficiar do projeto.

O autarca adiantou que este é um projeto importante e promissor, ao qual o município não poderia ficar indiferente.

“Através dele, pretendemos trabalhar um conjunto de valências que vão, sem dúvida, ser uma mais-valia na vida das nossas crianças. Significa, sobretudo, aprender uma nova forma de mobilidade, mais amiga do ambiente e igualmente segura, ao mesmo tempo que praticam desporto e criam laços”, precisou.

Pedro Afonso, aluno do 6.º ano de escolaridade do Agrupamento de Escolas do Pinheiro, mostrou-se entusiasmado por já saber andar de bicicleta e fazer parte deste projeto.

“Aprendi a andar de bicicleta em apenas duas semanas, além de ser divertido, contribuiu para melhorar o ambiente e a saúde. Acho que mais meninos e meninas deveriam participar e terem a possibilidade de experimentar andar de bicicleta, conhecerem as regras para conseguirem, depois, circular com segurança na via pública”, adiantou.

Numa primeira fase, a atividade, que tem previsto o acompanhamento por parte da GNR, vai realizar-se sempre na última quinta-feira de cada mês, com a caravana a ser liderada por professores, de manhã, no percurso para a escola e, ao final do dia, no percurso de regresso a casa.

A previsão é de que, no futuro, comece a ser mais regular, havendo ainda o desejo de envolver e capacitar alunos do ensino especial para, daqui a uns meses, terem a possibilidade de se juntarem com bicicletas adaptadas.

Refira-se que esta iniciativa surge no seguimento do projeto educativo “Uma escola que sonha é uma escola que vive”, associando-se à ‘Estratégia Nacional para a Mobilidade Ativa Clicável 2020-2030’ e ao ‘Desporto Escolar sobre Rodas’, que lança o desafio à implementação de medidas de promoção do ciclismo nas escolas de Portugal.

 

 

 

 

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade