Publicidade

Ricardo Sousa apela ao voto na AD nas eleições de março

O PSD Paredes realizou, esta sexta-feira, numa unidade de restauração do concelho de Paredes, o tradicional jantar dos Reis, iniciativa destinada a autarcas e candidatos que participaram nas últimas eleições autárquicas e que contou com vários militantes, empresários e figuras da distrital e nacional do partido.

Ricardo Sousa, presidente da Comissão Política Concelhia do PSD Paredes, relevou a importância de unir os autarcas, os militantes, numa altura em que o país vive um momento difícil.

“Este jantar tem esse objetivo, relembrar os nossos objetivos. O país vive momentos complicados, vamos a votos no dia 10 de março. O país vive dificuldades na saúde, na educação, que é o único elevador social que os jovens têm, faltam professores em várias disciplinas”, adiantou, sustentando que o custo de vida, as rendas, as alimentações subiram e são adversidades com as quais muitos portugueses estão confrontados.

“No concelho já estamos a passar dificuldades e temo que estas se possam agravar”, atalhou, sustentando que o país precisa do PSD para que Portugal possa voltar a desenvolver-se e dar resposta àquilo que são os desafios e as dificuldades que assolam os portugueses.

Falando dos compromissos eleitorais mais próximos e das eleições legislativas de 10 de março, Ricardo Sousa recordou que o PSD precisa de ter um resultado forte no distrito do Porto, ajudando Luís Montenegro a vencer as eleições.

“Temos de deixar a nossa imagem de marca, temos de dar a cara à luta. O país precisa do PSD para colocar o país nos eixos e em Paredes queremos ajudar o distrito a ter o melhor resultado”, declarou.

Sérgio Humberto, presidente da distrital do PSD Porto, voltou a criticar o governo e a gestão socialista em áreas como a habitação e a justiça.

“Cada vez estou mais convicto disso, as pessoas sentem o que se passa na saúde. O Hospital Padre Américo não dá para necessidades da região, o São João está a ficar igual, o país está pior do que há oito anos”, disse, criticando o que se passa na justiça, no Estado Social e na educação.

“Portugal pode ser diferente, temos de desmistificar a  ideia de que os partidos são todos iguais, os políticos não são todos iguais. Queremos ganhar a confiança dos portugueses”, disse, relevando importância de as pessoas votarem no dia 10 de março.

“É possível termos um país diferente. O que está em jogo dia 10 é a verdade do PSD e da AD e a mentir do PS, que esteve a gerir o país nos últimos anos e deixou o país pior. É, também, necessário combater o populismo. O Chega faz propostas que não são realistas e nem são aceitáveis”, afirmou.

Miguel Guimarães, cabeça de lista da Aliança Democrática (AD) pelo círculo eleitoral do Porto, às eleições legislativas antecipadas de 10 de março, apontou, também, críticas à gestão socialista, sobretudo, no domínio da saúde.

“Tenho a certeza que os cidadãos quando analisarem as propostas do PS e as propostas da AD irão chegar á conclusão que o país necessita de mudar, temos de ter um espirito empreendedor e reformista, temos de reverter a emigração qualificada que faz falta ao país”, afirmou, salientando que é fundamental dar um voto de confiança ao PSD e à AD.

Germana Rocha, da Comissão Política Concelhia Nacional do PSD, relevou a importância do partido estreitar laços com os militantes e veicular aquilo que são as propostas do PSD.

“Sou do distrito do Porto, fui eleita pelo círculo do Porto, conheço bem o território, e é fundamental estreitar essa relação com os militantes numa altura crucial para o país”, expressou.

Germana Rocha enalteceu, também, o trabalho de Ricardo Sousa à frente da Comissão Política Concelhia do PSD Paredes.

“É um líder dinâmico, tenho acompanhado o seu trabalho e a minha presença aqui é um claro sinal de que estou disponível para dar o meu apoio à concelhia de Paredes”, frisou, mostrando-se convicta que o PSD e a AD irão vencer as eleições.

“Temo ótimos cabeças de listas e candidatos a deputados e no domingo temos a Convenção por Portugal, pelo que acredito estão reunidas as condições para Aliança Democrática vencer estas eleições”, atalhou.

António Cunha, deputado penafidelense, que participou neste jantar em Paredes, mostrou-se igualmente otimista na vitória do PSD e da AD, enfatizando  trabalho de Ricardo Sousa e do PSD Paredes.

“É bom ver esta dinâmica, sobretudo, nesta fase, e estas ações ajudam a passar a mensagem. Este envolvimento é sinónimo de vivacidade. A concelhia de Paredes está dinâmica, pelo que, tentaremos ser melhores que os nossos adversários e queremos vencer no dia 10 de março”, concretizou.

Refira-se que o jantar de Reis do PSD Paredes que serviu, também, de “aquecimento” para a campanha eleitoral das eleições legislativas de 10 de março, contou com as presenças dos candidatos à Assembleia da República, Soares Carneiro e Cristiana Seabra, elementos da distrital do PSD Porto.

 

 

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade