EM DIRETO
Fechar X
ASSISTA AGORA
EM DIRETO
EM DIRETO
Publicidade

Vereador sai do PS por divergências com Cristina Vieira

Mário Bruno Magalhães, vereador na Câmara Municipal do Marco de Canaveses, eleito nas listas do PS, renunciou à militância do partido

Em carta dirigida ao presidente do PS, Carlos César, Mário Bruno Magalhães indica que se quer sentir  “mais livre para o debate político” e que por isso passará à condição de vereador independente.

Mário Bruno Magalhães aponta divergências com a presidente da Câmara, Cristina Vieira, como razão para a sua saída, e fala mesmo de um comportamento “autoritário e prepotente” da autarca, na retirada dos pelouros de que foi alvo em setembro de 2022.

Recorde-se que Cristina Vieira, em setembro de 2022, retirou a Mário Bruno Magalhães a vice-presidência e todos os pelouros, alegando deslealdade.

Importante mencionar que Mário Bruno Magalhães manifestou a sua intenção de se candidatar à estrutura do PS do Marco de Canaveses, para as eleições de 8 de outubro de 2022. Mas, segundo o vereador, viria a ser surpreendido com a candidatura de Cristina Vieira ao mesmo cargo.

““No decorrer do mandato e com o agendamento das eleições internas à concelhia do PS para 8 de outubro de 2022, formalizei via e-mail junto da atual presidente da concelhia a minha intenção de ser candidato à estrutura partidária de Marco de Canaveses. Intenção essa previamente acordada com a presidente da concelhia. Dez dias após ter informado os militantes acerca da minha candidatura à concelhia, fui surpreendido, através do jornal local, com a notícia de que a atual presidente da concelhia também era candidata à mesma estrutura partidária”, escreveu Mário Bruno Magalhães.

Nesta sequência, a presidente da concelhia e da autarquia do Marco de Canaveses viria a anunciar a retirada de confiança política a Mário Bruno Magalhães, que também não ficou satisfeito com a justificação de Cristina Vieira.

“De forma contraditória, a presidente da câmara inicialmente justifica a retirada dos pelouros com “[…] o Sr. Eng. Mário Bruno Magalhães várias vezes assumia compromissos com os munícipes que não conseguia cumprir […] ”. Mais tarde, em assembleia municipal, teatraliza uma cena envolvendo caixotes que a mesma diz conterem dezenas de processos cujo andamento se encontrava atrasado devido a falhas da minha responsabilidade. Por não corresponder à verdade, questionei em todas as reuniões de câmara até ao momento para que a sra. presidente me apresentasse o mapa resumo da minha atividade autárquica à data de 5 de setembro de 2022. Pedidos para os quais ainda aguardo resposta”, acrescentou o vereador.

Mário Bruno Magalhães era militante do PS desde 2013 após ter ganho as eleições para a junta de freguesia de Santo Isidoro e Livração no mandado de 2013-2017.

(Fotografias: DR)

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade