EM DIRETO
Fechar X
ASSISTA AGORA
EM DIRETO
EM DIRETO
Publicidade

Lipor evita produção de uma tonelada de resíduos em 2023

A Comunidade Interna da Lipor evitou, em 2023, a produção de uma tonelada de resíduos, o que corresponde a 483 kg de CO2e e é equivalente ao sequestro florestal de mais de 43 árvores/ano.

A Lipor destaca, em nota informativa, que além disso, obteve-se uma “taxa de reciclagem de 74%, correspondente à entrega seletiva de papel e cartão, embalagens de vidro, plástico e metal e, ainda, de pilhas, tampinhas e rolhas de cortiça”.

Esta entidade, responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos pelos Municípios associados: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde, declara que estes são resultados significativos que resultam de ações implementados no âmbito da iniciativa “#somospelasustentabilidade”.

 “A iniciativa #somospelasustentabilidade nasceu do compromisso da Lipor em envolver a Comunidade Interna (colaboradores e prestadores de serviço) na adoção de atitudes e práticas coerentes com o Propósito da Organização. Assim, com a colaboração de todos e tendo a Sustentabilidade como objetivo comum, várias ações, integradas em diferentes eixos, foram implementadas na Lipor”, refere a Lipor.

Fotografias: DR

No eixo da redução e reutilização de bens e materiais, o “#somospelasustentabilidade” promoveu “o incentivo ao consumo de água da torneira; o aumento da quantidade de loiças reutilizáveis disponíveis; a redução do uso de copos de plástico descartáveis e o incentivo à redução das impressões”.

Neste eixo foi, ainda, desenvolvida “a adoção de boas práticas de reutilização de folhas de papel (frente e verso) e de envelopes; a reutilização de materiais obsoletos resultantes da atividade da Lipor, tais como publicações, envelopes, brochuras, telas publicitárias e fardamentos, dando origem a novos produtos para uso interno e junto da comunidade envolvente, assim como a criação do Banco de Bens que promove a reutilização dos bens imobilizados da Lipor, numa lógica de rentabilização de recursos e sustentabilidade”.

Fotografias: DR

Neste âmbito promoveu-se a “criação de quatro novos pontos de Bookcrossing, destacando-se a sua disponibilização na Casa do Corim e na Academia LIPOR; a instalação de três novas estruturas para partilha de sacos reutilizáveis”.

 No eixo gestão sustentável de resíduos, o “#somospelasustentabilidade” propiciou: “a otimização e uniformização dos pontos de reciclagem: cerca de 40 equipamentos de lixo retirados e 60 novos pontos de reciclagem disponibilizados; formação às equipas de limpeza; a realização de uma campanha de caracterização da fração lixo, para aferir o potencial de reciclagem dos materiais presentes e o encaminhamento das borras de café produzidas nas máquinas, existentes na Organização, para compostagem”

A Lipor avança que continuará em 2024 a traçar este “percurso de sensibilização e envolvimento da Comunidade Interna para promover, cada vez mais, um mundo melhor”.

Refira-se que a Lipor trata anualmente cerca de “500 mil toneladas de resíduos urbanos produzidos por 1 milhão de habitantes”.

A nível nacional, a Lipor pretende ser impulsionadora da temática da Economia Circular, através da partilha de novas estratégias e procura de soluções mais eficazes.

 

 

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade