EM DIRETO
Fechar X
ASSISTA AGORA
EM DIRETO
Procurar
EM DIRETO
Publicidade

Paços de Ferreira, Penafiel e Valongo alvos da operação policial que desmantelou rede dedicada ao furto

Paços de Ferreira, Penafiel, Valongo estão entre os concelhos que foram alvo da operação policial, desta terça-feira, que levou à detenção de 15 indivíduos e desmantelou uma rede dedicada ao furto em “residências, estabelecimentos comerciais, furto de veículos, por posse ilegal de arma, recetação, falsificação de documentos, ofensas à integridade física, burla, tráfico de armas e tráfico de estupefacientes”.

A rede operava, segundo a GNR, também, nos concelhos de Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Vila do Conde e Vila Nova de Gaia.

A GNR esclarece que, no âmbito desta operação, foram detidos “11 homens e quatro mulheres, com idades com idades compreendidas entre 22 e 56 anos e constituiu arguidos sete homens e sete mulheres, com idades compreendidas entre os 36 e os 85”.

As autoridades informam que “no decurso das diligências de investigação que decorriam há um ano, os militares da Guarda apuraram que os suspeitos atuavam em grupo, com laços familiares, de forma altamente móvel e com elevada precisão e planeamento, dedicando-se ao furto em todo o território de continental, havendo referência em 15 distritos, nomeadamente Aveiro, Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Faro, Guarda, Leiria, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu, perfazendo um total de 57 furtos em residências e 94 furtos em estabelecimentos, para além daqueles que, pela prova agora recolhida, possam vir a ser imputados aos suspeitos”.

Fotografia: GNR/foto ilustrativa

A operação culminou com o cumprimento de “18 mandados de busca domiciliária e 17 mandados de busca não domiciliária, tendo sido apreendido “três veículos de alta cilindrada; 1,2 quilos de ouro em penhor; 1,1 quilos de ouro vivo, ainda não contabilizado totalmente; dois fornos destinados à fundição do ouro, bem como, balanças e reagentes; centenas de peças de roupa de várias marcas conceituadas; 32 relógios de várias marcas conceituadas, pulseiras, brincos, anéis; 52 equipamentos informáticos e eletrónicos e uma espingarda caçadeira calibre 12”.

Foram, ainda, apreendidos “uma arma de ar comprimido; uma réplica de arma de fogo; 29 munições de calibre 6,35mm, uma munição de 9 mm e três cartuchos calibre 12; cerca de 40 doses de haxixe; 35 150 euros em numerário e duas notas falsas de 50 euros”

Os detidos serão presentes a primeiro interrogatório judicial, durante o dia de hoje, no Tribunal Judicial de Viseu, para aplicação de medidas de coação.

A operação envolveu cerca de “300 operacionais, contou com o apoio da estrutura de investigação criminal dos Comandos Territoriais de Aveiro, Braga, Bragança, Coimbra, Porto, Viana do Castelo, com o reforço da Unidade de Intervenção, através do Grupo de Intervenção de Operações Especiais (GIOE) e do Grupo de Intervenção de Ordem Pública (GIOP)”.

A operação contou, também, com a presença das “secções Cinotécnicas e do Pelotão de Intervenção Rápida, do Destacamento de Intervenção do Porto e de Aveiro e com a colaboração da Polícia de Segurança Pública, através do Comando Metropolitano do Porto e da Unidade Especial de Polícia, Autoridade Tributária e Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Matosinhos, Paços de Ferreira e Vila Nova de Gaia”.

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade
PAGUMI

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Procurar
Close this search box.
Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade