EM DIRETO
Fechar X
ASSISTA AGORA
EM DIRETO
Procurar
EM DIRETO
Publicidade

CPM1300 JC Group: João Diogo Santos está de volta às vitórias!

Naquela que foi a mais disputada de todas as provas dos 1300 na temporada, o piloto amarantino foi capaz de adicionar à sua proverbial rapidez uma consistência de ferro, levando na 42ª Altice Rampa Internacional da Falperra o seu Fiat Punto 85 Sport a um triunfo tão justo quão suado, na frente de um farto pelotão com 14 unidades.

764 milésimos de segundo. Eis a míngua diferença de tempo registada entre os dois primeiros do Campeonato de Portugal de Montanha 1300 JC Group, após o somatório dos dois melhores tempos realizados na Falperra.

O duelo aceso foi protagonizado por dois “jovens lobos”. João Diogo Santos e João Silva (Peugeot 106 Rallye) estiveram na luta pelo triunfo desde a primeira hora e, na luta particular entre os dois, foi o piloto do Peugeot a ser o mais rápido na subida de prova de sábado, com o talentoso amarantino a ripostar no domingo, dia em que foi sempre mais rápido do que silva, mas com as diferenças entre ambos a serem medidas por décimos de segundo.

No final, João Diogo Silva conseguiu impor a sua lei e alcançar a primeira vitória nesta sua temporada de regresso a tempo inteiro às lides da Montanha, com João Silva a ser premiado com um excelente 2º lugar, sendo pena que o piloto não esteja a fazer o campeonato a tempo inteiro.

Fotografia: Créditos: BMR

O último degrau do pódio foi ocupado por Alberto Freitas. O piloto do Morris Mini 1275 GT não conseguiu repetir nas duas subidas de prova de domingo o “tempo canhão” de sábado, onde foi o mais rápido dos 1300, mas o seu ritmo de domingo foi capaz de o elevar ao 3º lugar final, vencendo ainda a Divisão Clássicos 1300.

Muitos furos abaixo do seu ritmo habitual esteve o campeão nacional em título e líder invicto do campeonato à chegada à Falperra. Armando Freitas utilizou um Toyota Starlet diferente do habitual e o fafense nunca esteve na discussão dos lugares do pódio, terminando em 5º.

Os 1300 contaram na prova realizada na cidade dos Arcebispos com duas concorrentes femininas. À cada vez mais afoita Catarina Silva, juntou-se Sofia Mouta, ambas aos comandos de Citroen C1. Nesta sua participação pontual, Sofia, navegadora habitual de Nuno Caetano nos ralis, terminou no 12º lugar, sendo terceira da classe, um lugar atrás da piloto da Famaconcret, com ambas a subirem ao pódio da classe 21.

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Procurar
Close this search box.
Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade