EM DIRETO
Fechar X
ASSISTA AGORA
EM DIRETO
Procurar
EM DIRETO
Publicidade

(C/VÍDEO) Marco de Canaveses: Misericórdia apresentou final do projeto “Bairros Saudáveis: Incluir Para Melhorar” com concerto

A Santa Casa da Misericórdia de Marco de Canaveses (SCMMC) realizou, este sábado, no Emergente – Centro Cultural, sob a forma de concerto, a apresentação final do projeto “Bairros Saudáveis: Incluir Para Melhora”, projeto financiado no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) que culminou com a criação e apresentação de um projeto musical, em grupo, sob a forma de encenação artística relativamente ao fenómeno do isolamento social rural.

Este projeto promove uma “rede de práticas e estilos de vida mais saudáveis” e tem como propósitos “a melhoria das condições de saúde, bem-estar e qualidade de vida em territórios vulneráveis”.

Refira-se que das “774 candidaturas submetidas a nível nacional ao programa “Bairros Saudáveis”, promovido pelo Governo Português foram aprovadas para financiamento integral, 246 candidaturas”, sendo que a candidatura “Bairros Saudáveis: Incluir para Melhorar”, da Santa Casa da Misericórdia de Marco de Canaveses, destaca-se por ter sido o único projeto premiado pertencente ao concelho de Marco de Canaveses”.

Maria Amélia Ferreira, provedora da Santa Casa da Misericórdia do Marco de Canaveses, destacou, em declarações ao Novum Canal, que este financiamento foi atribuído e encontra-se enquadrado dentro da dinâmica do PRR, no apoio ao desenvolvimento saudável das populações.

“Estamos a falar de um projeto social de grande relevância. Os “Bairros Saudáveis: Incluir para melhorar” são as localidades. A proposta unificadora intra e inter-freguesias emerge do levantamento das necessidades da população idosa, relativamente à sua saúde e com vista à inclusão social, através de atividades no domicílio e na comunidade, o que acaba por criar um sentido de pertença na população que está envolvida nisto. Neste caso, abordamos a dinâmica do envelhecimento”, disse, salientando que as populações beneficiárias eram cidadãos do Marco de Canaveses com mais de 65 anos localizados nas diferentes freguesias e os seus familiares.

“Criou-se uma dinâmica não apenas pela identificação, pela sua mobilização, das pessoas que estiveram durante dois anos em casa, sem poderem sair e sem terem outros contactos, e que ficou motivada com este projeto e as ações propostas, numa ação coletiva em que além deste efeito de socialização tem outros efeitos, nomeadamente, a ativação de sistemas corporais. A música estimula a atividade cerebral o movimento e tudo isto contribuiu para que as pessoas se tornem mais ativas e mais motivadas. A desmotivação é um dos principais aspetos do isolamento dos nossos idosos”, disse, enaltecendo o trabalho das pessoas que estiveram a dar o seu contributo nas diferentes freguesias.

“Não conseguimos chegar a todas as freguesas, estamos a falar de uma primeira fase do projeto que contou com o apoio da Câmara do Marco de Canaveses que nos facultou os meios para a mobilização das pessoas. Todos estes meios contribuíram para que durante um ano estas pessoas se mantivessem muito ativas”, disse, sustentando que  este “projeto promove a criação de uma rede de práticas e estilos de vida saudáveis entre os idosos, a reeducação comportamental, o bem-estar físico, mental e social dos mesmos e o exercício de atividade musical, na sua relação com a comunidade rural, conferindo ênfase na sustentabilidade e mobilização da coesão social, através de sinergias criadas com entidades parceiras”.

A responsável pela Santa Casa da Misericórdia do Marco de Canaveses declarou que este projeto envolveu perto de 60 idosos, com mais de 65 anos, num total de 30 famílias.

“Estamos a falar de um número muito significativo. Para além destes, existem famílias que integram crianças e há este aspeto da intergeracionalidade que foi, também, trabalhado”, concretizou, assumindo que este projeto irá terminar, tendo correspondido à realização de um programa governamental.

“Não terminará em termo dos objetivos que foram traçados porque existem outros projetos e temos outros modos de obter o financiamento. Já temos este projeto muito desenvolvido de modo que as despesas iniciais já estão colmatadas e, portanto, este projeto irá continuar com outro tipo de financiamento. Estes projetos sociais têm de ser apoiados com muitas linhas de apoio, mas para isso temos de concorrer e sermos competitivos. Existe trabalho feito, temos o pré-projecto e pós-projeto, avaliações do ponto de vista cognitivo de todos os envolvidos, o que nos dá para fazer uma publicação internacional”, atalhou.

O chefe de Divisão da Ação Social da Câmara do Marco de Canaveses, Joaquim Santos, relevou a importância deste projeto no envelhecimento ativo da comunidade sénior.

“A estimulação cognitiva nestas faixas etárias é uma condição para adiar as consequências nefastas do envelhecimento e promover o envelhecimento saudável e inclusivo. Este projeto foi apoiado pelo município que deu o aval e os pareceres favoráveis por esta candidatura e foram mias de sete centenas de projetos que foram candidatados a este programa. Na região Norte acaba por ser um dos setenta aprovados, o que coloca o concelho na rota do que tem sido um quase de laboratório social e na senda da inovação e da transformação social”, expressou.

A Misericórdia do Marco de Canaveses esclarece que este projeto inspira-se no “trabalho prévio, desenvolvido pela instituição, com a população idosa do concelho de Marco de Canaveses e que estabelece parceria com a Artâmega, com a Pedro Mar – Cultura e Desenvolvimento Pessoal, LDA, com a Câmara Municipal de Marco de Canaveses e com as Juntas de Freguesia de Paredes de Viadores e Manhuncelos, Sande e São Lourenço do Douro, Constance, Avessadas e Rosém, Penha Longa e Paços de Gaiolo”.

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Procurar
Close this search box.
Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade