Novum Canal

mobile

tablet

António Morgado é o vice-campeão mundial de estrada
Fotografia: DR

António Morgado é o vice-campeão mundial de estrada

Partilhar por:

O português António Morgado conquistou, nesta madrugada, a medalha de prata na prova de fundo para juniores do Campeonato do Mundo de Estrada, em Wollongong, Austrália.

A Federação Portuguesa de Ciclismo destaca que “Portugal prometeu discutir a corrida de 135,6 quilómetros e cumpriu”, tendo acelerado “a corrida na primeira das oito voltas ao circuito australiano, promovendo a primeira triagem de valores”.

“A partir da terceira volta começou o festival de António Morgado. O português desferiu inúmeros ataques, eliminando adversários atrás de adversários. As movimentações mais fortes de Morgado foram-se sucedendo a cada passagem no ponto mais duro do traçado, a subida do monte Pleasant (1100 metros com inclinação média de 7,7 por cento e trocos acima dos dez por cento)”, refere o comunicado que nos foi endereçado que reforça que “n a penúltima passagem por essa dificuldade, o chefe-de-fila de Portugal desferiu um ataque poderosíssimo, que deixou o grupo da frente com cerca de dez unidades”.

Fotografia: UCI

“ Não satisfeito, Morgado atacou novamente, a 18 quilómetros da meta, na entrada para a última volta”, acrescenta a nota informativa que sustenta que o atleta natural “das Caldas da Rainha isolou-se e teve legítimas esperanças de conquistar a camisola arco-íris, pois chegou a dispor de mais de 20 segundos sobre os rivais mais diretos”.

O alemão Emil Herzog também estava muito forte e conseguiu juntar-se ao português a três quilómetros da meta, tendo a discussão do título ficado guardada para um sprint a dois.

“ Aí, ao fim de 3h11m07s de prova (média de 42,6 km/h), o germânico foi mais forte. António Morgado foi o segundo classificado e conseguiu o melhor resultado de sempre para Portugal em provas de fundo para juniores dos Mundiais de estrada. O terceiro classificado, a 55 segundos, foi o belga Vlad van Mechelen”, refere a federação que adianta que “Gonçalo Tavares, que fez praticamente toda a corrida no grupo dos favoritos, foi o 18.º, a 2m48s. Daniel Lima foi 38.º, a 11m50s. Tiago Nunes foi 58.º, a 13m31s. José Bicho não terminou a prova”.


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!