Publicidade

(C/VÍDEO) PS Penafiel prestou contas na Sessão de Apresentação do OE para 2022

O Partido Socialista de Penafiel prestou contas, esta segunda-feira, na Sessão de Apresentação do Orçamento de Estado para 2022.

Marcaram presença nesta sessão Cristina Mendes da Silva (Lousada), Hugo Carvalho (Amarante), Paulo Araújo Correia (Penafiel) e António Faria (Felgueiras), que apresentaram o orçamento de estado para 2022 aos militantes do partido. Refira-se que esta iniciativa trata-se de uma sessão, inserida na  iniciativa “PS presta contas” que decorreu na sede da concelhia de Penafiel e que foi bastante participada.

O Novum Canal apresenta-lhe agora o rescaldo desta apresentação.

O presidente da Comissão Política Concelhia do PS Penafiel, Nuno Araújo, realçou que esta foi, também, uma iniciativa federativa que se realiza em todos os concelhos do distrito do Porto.

“Pretendemos falar das principais linhas deste orçamento, quais as prioridades do Governo nos diferentes domínios, até porque muitas das medidas são transversais ao país. Em Penafiel, optamos por trazer quatro deputados eleitos pelo círculo eleitoral do Porto, para darem a sua visão, até porque fazem parte de comissões diferentes”, disse.

Nuno Araújo confirmou que este é um Orçamento de Estado que dá continuidade àquilo que são as prioridades que foram definidas pelo atual Governo com enfoque no rendimento das famílias, no investimento, no apoio às empresas, entre outras.

O responsável pela Comissão Política Concelhia do PS Penafiel confirmou que são também áreas-chave do Orçamento de Estado a transição energética e digitalização da atividade económica.

“Este orçamento responde à recuperação dos rendimentos, à ajudas às empresas e à questão da guerra”, afirmou, apontando a saúde e o setor público como um dos objetivos estratégicos que está, também, plasmado neste Orçamento de Estado.

Paulo Araújo Correia enfatizou que esta iniciativa esteve inserida num conjunto de outras ações que têm vindo a ser realizadas pela Federação Distrital do PS Porto que teve como objetivo permitir aos cidadãos e militantes debater aquilo que são as linhas e diretrizes deste documento.

“Os portugueses podem esperar do PS empenho e trabalho na defesa pela devolução do rendimento às famílias, apoio a nível fiscal, em especial aos mais jovens, entre outras áreas. Pretendemos melhor as condições de vida dos portugueses”, sintetizou.

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade