Procurar
Publicidade

(C/VÍDEO) Lousada quer valorizar Vinha do Enforcado através da candidatura da Paisagem Protegida do Sousa Superior

Lousada quer valorizar Vinha do Enforcado através da candidatura da Paisagem Protegida do Sousa Superior

A Paisagem Protegida do Sousa Superior pretende desenvolver o modelo regional de sustentabilidade e de última geração da “Vinha do Enforcado”.

A autarquia lousadense destaca, em nota informativa, que a “candidatura ao Programa e Recuperação e Resiliência Terra Futura – Territórios Sustentáveis do projeto “InovEnforcado” envolve o consórcio liderado pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), formado por 14 entidades e propõe instalar um campo de experimentação e demonstração em Lousada, na Paisagem Protegida Local do Sousa Superior, para a transferência de conhecimentos e tecnologia que visem a adoção das melhores práticas e que valorizem e promovam a singularidade deste sistema de condução ancestral da vinha à escala regional”.

O município reforça que as atividades a desenvolver cobrem toda a “cadeia de valor, da matéria-prima ao produto final, e tem como objetivos específicos, assegurar a sustentabilidade económica da vinha de enforcado e fixar jovens agricultores e novos empresários; caracterizar e valorizar a biodiversidade associada a este sistema agroflorestal”.

As atividades têm também como objetivos divulgar os “métodos biotécnicos e biológicos para a proteção da cultura contra pragas e doenças e melhoria da qualidade do solo; desenvolver produtos vitivinícolas de qualidade e diferenciadores (vinhos e aguardentes singulares) e promover a valorização dos subprodutos contribuindo para a economia circular e a criação de negócios inovadores”.

“Para além do CITAB-UTAD, o consórcio envolve igualmente a capacidade científica da Universidade do Minho, do INIAV-Pólo de Inovação de Dois Portos e do InovTechAgro – Centro Nacional de Competências para a Inovação Tecnológica do Sector Agroflorestal contando ainda com a participação da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte, o Município de Lousada, uma associação de desenvolvimento local (ADER-SOUSA), empresas prestadoras de serviços do sector, como a Adega Cooperativa de Lousada e RURIS Desenvolvimento, e empresas vitivinícolas de onde se destacam a Aveleda, Arrochela & Camizão, Quinta dos Ingleses, entre outras”, refere o comunicado que nos foi endereçado.

Fotografia: Câmara de Lousada

Refira-se que em 2020, a autarquia deu início aos trabalhos de caracterização da tradicional “Vinha do Enforcado”, os tradicionais “bardos”, específicos de Lousada, são um sistema de produção vinícola muito raro e de elevado valor cultural”.

“Com origem ancestral em Itália, a Vinha do Enforcado possibilita a formação de um sistema agroflorestal em que espécies arbóreas de grande porte – as chamadas uveiras – são usados como suporte para as videiras. Este sistema de condução da vinha possibilita a exploração do espaço vertical em campos agrícolas pequenos, servindo também como delimitação das propriedades e parcelas”, refere o município que reforça que “as podas agressivas que as uveiras suportam conferem-lhes características morfológicas únicas, criando microhabitats para fauna diversa, microclimas que protegem as vinhas das geadas e fornecem produtos como madeira e forragem para os animais”.

“O favorecimento do crescimento vertical das videiras permite ainda a integração no solo de culturas como hortícolas ou forragem, beneficiando a biodiversidade e a saúde do ecossistema agrícola”, acrescenta a câmara municipal que esclarece que “este foi um dos projetos vencedores do Fundo Lousada Sustentável em 2019 e, como objetivo para o Ano Municipal da Ação Climática – Lousada 2020, pretende-se caracterizar detalhadamente toda a Vinha do Enforcado existente no concelho, nomeadamente no que respeita ao porte e número de uveiras, biodiversidade associada, e também através da recolha das tradições orais e agrícolas como memorabília da herança cultural local”

A autarquia lousadense informa que “os trabalhos prévios indicam a presença de mais de 50 quilómetros de extensão deste tipo de vinha em Lousada, resultados claramente encorajadores para a posterior valorização e promoção deste sistema agroflorestal tão peculiar”.

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Procurar
Close this search box.
Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade