Procurar
Publicidade

(C/ VÍDEO) Vitorino Silva, do RIR, diz que medo da extrema-direita e voto útil penalizaram partido

Vitorino Silva, do RIR, diz medo da extrema-direita e voto útil penalizaram partido

Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans, presidente do RIR, declara, que nas eleições deste domingo, a opção pelo voto útil acabou por penalizar o seu partido.

Vitorino Silva destacou que a ameaça da extrema-direita, de uma possível aliança entre PSD e o Chega, de André Ventura, acabou por penalizar, sobretudo os partidos mais pequenos, sem assento parlamentar, com a maioria dos eleitores a votarem no PS, de António Costa.

“Face a esta possibilidade e a este cenário, a esquerda uniu-se e o RIR e outros partidos sem expressão no parlamento foram penalizados”, manifestou, criticando, ainda, o facto dos pequenos partidos terem sido arredados, durante a campanha, dos debates televisivos.

Fotografia: Vitorino Silva

Refira-se que em Penafiel, o RIR foi a quarta-força política mais votada, ficando atrás do PS %, que obteve 46,67 %, do PPD/PSD que registou 32,41 %, e do Chega que arrecadou 3,83 % dos votos.

O RIR totalizou 3,35 %, um total de 1.336 votos no concelho.

Dos partidos sem expressão na Assembleia da República, o RIR, de Vitorino Silva, foi o que obteve maior número de votos no Vale do Sousa.

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Procurar
Close this search box.
Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade