Novum Canal

mobile

tablet

Paredes: Peça de teatro propõe itinerário pelas casas dos ‘brasileiros regressados’
Fotografia: Câmara de Paredes

Paredes: Peça de teatro propõe itinerário pelas casas dos ‘brasileiros regressados’

Partilhar por:

Paredes acolhe nos dias 7 e 8 de Agosto, o espetáculo-percurso “Torna-Viagem”, iniciativa integrada no projeto artístico Mappa 21, projeto de programação cultural em rede, que decore até outubro e que pretende promover diferentes eventos em áreas como o teatro, a música e património.

Segundo a Astro Fingido, responsável pela conceção e a coordenação artística do projeto Mappa 21, mais que uma corrida, a proposta consiste numa “visita guiada, que afinal é bem mais do que isso”, um “espetáculo-percurso” que é um “circuito, feito num autocarro panorâmico, uma peça teatral em que a música é também protagonista”.

Fotografia: Astro Fingido

A organização destaca que o “périplo dará a conhecer alguns dos exemplares patrimoniais mandados construir pelos denominados torna-viagem, os endinheirados portugueses – neste caso em particular os paredenses – regressados do Brasil, que para demonstrarem a sua riqueza construíram palacetes e mansões”.

A dramaturgia é assinada pela atriz e encenadora Filomena Gigante, contou com a colaboração do ator Emílio Gomes, sendo que o “fio condutor da trama inicia-se apropriadamente no Palacete da Granja, antiga propriedade dos Viscondes de Paredes, atual Casa da Cultura”.

“A narrativa cénico-dramatúrgica gravita em torno de casal tipificado como torna-viagem (e, por conseguinte, bem-sucedido financeiramente) “Antão de Silva Pinto” e “Maria da Conceição Lopes da Silva Pinto” que vêm do Porto para tentar reencontrar, numa visita a Paredes, os seus amigos “brasileiros” torna-viagem”, refere a organização numa apresentação à peça.

Fotografia: Astro Fingido

“Fazem-se acompanhar de um brasileiro de gema: Tonico, um moço alto no porte e possuidor de assinalável talento musical. As aventuras e desventuras nas deambulações do percurso encetado pelo trio são um mistério por desvendar, um segredo que se vai revelando ao longo de uma jornada que se centrará em territórios de Cête e Baltar, aproveitando para dar a conhecer mais um pouco os exemplares edificados no seio desta tipologia arquitetónica, as ‘casas brasileiras’ dos torna-viagem”, esclarece a Astro Fingido.

A peça tem direção artística de Ângela Marques e Fernando Moreira, da Astro Fingido. O texto e a direção cénica são da autoria de Filomena Gigante, com a colaboração de Emílio Gomes.

O elenco é composto por Emílio Gomes, Filomena Gigante e Bruno Boaro, a direção técnica está a cargo do Teatro Art’Imagem.

Fotografia: Astro Fingido

A peça tem a duração aproximada de 60 minutos.

O espetáculo-percurso “Torna-Viagem” é de acesso gratuito, mas implica uma reserva, ou seja, uma marcação prévia feita através do endereço eletrónico: cultura@cm-paredes.pt (telefone 255 780 446).


Partilhar por:

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Receba todas as novidades!

Subscreva a nossa Newsletter

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!

Ajude o Jornalismo Regional

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2
Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Obrigado!

Estamos a melhorar por si.
Novum Canal, sempre novum, sempre seu!