Procurar
Publicidade

C/vídeo – Livro de vitrinista/visual merchandiser Bruno Monteiro apresentado na Biblioteca de Paredes

Livro de vitrinista/visual merchandiser Bruno Monteiro apresentado na Biblioteca de Paredes

“Manual Visual Merchandising” assim se designa o mais recente trabalho de Bruno Monteiro, um jovem natural do Porto, mas com ligações à Região do Tâmega e Sousa, cujo seu mais recente trabalho foi apresentado na Biblioteca de Paredes, numa iniciativa que contou com a presença da vereadora da Cultura, Beatriz Meireles.

A apresentação desta obra foi, também, acompanhada por vários lojistas, ex-formandos que frequentaram as ações de formação que Bruno Monteiro ministrou em Paredes.

A obra destina-se a profissionais da área, mas também a pessoas com afinidades ao vitrinismo e ao merchandising, estudantes, designers, jovens com sensibilidade e ligação ao meio artístico e integra fotografias, dicas, algumas notas sobre esta temática.

Fotografia: Bruno Monteiro

Ao Novum  Canal, o autor realçou que a obra nasceu da sua ligação ao universo do vitrinismo e pretende fazer uma análise mais realista desta vertente e do Visual Merchandising em Portugal.

“A ideia de escrever o livro/Manual surgiu na pandemia, meados de Abril de 2020. Como estive completamente parado devido à pandemia e não podia estar a colocar em prática todo o meu conhecimento e a criar montras para os meus clientes, pensei que o futuro da área poderia vir a ser diferente e por isso decidi eternizar. Daí a ideia de começar a escrever”, disse, salientando que assim inicialmente a obra começou por ser uma espécie de “diário gráfico” de todo o seu percurso, mas transformou-se depois em algo mais do que isso, adquirindo uma outra dimensão.

“Foi quando ao escrever percebi que deveria ser mais do que isso, deveria chegar a mais pessoas, de uma forma didática e quase educacional. Comecei por definir os temas e escolher todos as imagens para fazer acompanhamento”, atalhou, sustentando que esta obra foi criado de uma forma prática, integrando notas e truques, com imagens, sempre como exemplos, permitindo que qualquer pessoa consiga ler e acompanhe mesmo que nunca tenha ouvido falar da área.

Fotografia: Bruno Monteiro

A autor confirmou que esta obra pode, também, ser consultada por “quem esteja na área e queira fazer uma reciclagem”, ficando, assim, com uma visão mais atual desta vasta temática e das suas técnicas e conceitos.

“O livro está escrito para a realidade do mercado português”, adiantou, sublinhando que esta obra versa sobre as “necessidades das lojas em Portugal, sejam do pequeno ou grande comércio”.

O autor e conhecido vitrinista com inúmeros trabalhos já realizados confessou, ainda, que o livro é fruto do su conhecimento desta temática, mas também resultado da sua experiência acumulada enquanto profissional e do conhecimento que tem do mercado do vitrinismo.

Fotografia: Bruno Monteiro

Bruno Monteiro confidenciou que a particularidade do livro assenta no facto de poder ser um manual de consulta, que compila conceitos, funcionando como um repositório de conhecimentos que podem ser facilmente adquiridos e assimilados seja pelos profissionais da área, mas também por quem tem uma ligação a esta área, sendo de fácil leitura, e fazendo também uma análise da realidade do vitrinismo em Portugal.

“É necessário que qualquer estudante tenha uma imagem da realidade do vitrinismo no país para que consiga começar a trabalhar na área. E isso era necessário”, disse, sublinhando que é o conhecimento do mercado, das suas necessidades, daquilo que são os seus conceitos, das regras bases e das suas tendências que vai permitir que o vitrinismo evolua e vá de encontro àquilo que são as exigências e solicitações dos clientes.

Fotografia: Bruno Monteiro

“Não é só fazer montras bonitas. Somos responsáveis pelo aumento de vendas de cada loja”, referiu.

Fotografia: Bruno Monteiro

O autor declarou, por outro lado, que neste livro conseguiu, também, fazer o enquadramento histórico do vitrinismo em Portugal e toda a sua evolução, incluindo o início do confinamento e o pós-confinamento.

“A área teve que se reinventar e fundir com outras, cada vez mais o Visual Merchandising tem um papel importante. Os possíveis clientes e compradores dos artigos de cada loja, hoje, devido à pandemia e ao número limite de pessoas que podem estar dentro de uma loja, verificamos que apreciam mais as montras, pelo que é fundamental existirem espaços ainda mais atrativos. Passamos a ter a mesma situação dos anos 90, em que o cliente chegava e pedia o que estava vestido no manequim, por exemplo”, afirmou.

Quanto às expectativas para esta obra, Bruno Monteiro avançou que o seu objetivo passa por dar a conhecer a sua visão e perspetivas sobre o vitrinismo no país, abrir portas, e fazer chegar a sua visão e perspetivas a mais pessoas.

Fotografia: Bruno Monteiro

“Que este livro sirva de suporte, apoio e ponte de partida para lojistas, comerciantes, estudantes, vitrinistas, arquitetos, designers, para que em  conjunto possamos contribuir  para a evolução desta área”, assegurou.

Bruno Monteiro obteve a sua certificação como técnico de vitrinismo no Centro de Formação Profissional para o Comércio e Afins (CECOA), participou mais tarde num Campeonato de Profissionais, em Coimbra, que lhe valeu um terceiro lugar. Foi formador no Centro de Formação Profissional para o Comércio e Afins.

Como profissional e devido à sua vasta experiência neste mercado, conta atualmente com uma diversificada carteira de clientes em áreas como têxtil lar, acessórios, ourivesaria, entre outras.

Fotografia: Bruno Monteiro

Bruno Monteiro tem, também, exposições de peças, faz construção de cenários e trabalha com outros suportes e linguagens, nomeadamente a fotografia, como uma estratégia e técnica de valorização e promoção dos seus produtos e peças.

Além do Porto, tem clientes em Paredes e Paços Ferreira e outros pontos do país.

Fez parte do concurso de montras promovidos pela Câmara de Paredes e ASEP (Associação de Empresas de Paredes) e dá formação nesta instituição e na Associação Empresarial de Paços de Ferreira.

Fotografia: Bruno Monteiro

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Procurar
Close this search box.
Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade