Publicidade

Lamego recupera finanças

Câmara Municipal de Lamego recupera finanças

A Câmara Municipal de Lamego acaba de ver aprovado o Relatório e Contas de Gerência referentes ao ano de 2020.

“Apesar das vicissitudes causadas pela pandemia do Covid-19, o executivo camarário apresentou, pelo segundo ano consecutivo, resultados líquidos positivos”, lê-se na nota de imprensa que nos foi enviada.

De acordo com a mesma nota, pela “primeira vez também, o endividamento da autarquia registou um valor abaixo do limite legal, consequência de uma redução sustentada implementada nos últimos anos, destacando-se ainda a redução no prazo de liquidação a fornecedores que se mantém, atualmente, em 44 dias”.

Citado em comunicado,  Ângelo Moura, presidente da Câmara Municipal de Lamego, sublinha que “Lamego é agora uma autarquia de contas certas. Conseguimos apresentar, mais uma vez, resultados positivos, invertendo a anterior situação de desequilíbrio. Tudo isto é resultado do trabalho desenvolvido, um esforço que contou com a compreensão dos lamecenses, mas também fruto de uma criteriosa gestão por parte dos serviços autárquicos, no que diz respeito a otimização de recursos, contenção de despesas e a novas candidaturas para o concelho”.

Câmara Municipal de Lamego recupera finanças
Fotografia: Câmara de Lamego

O autarca  recorda que “acima de tudo, o nosso objetivo, com a implementação destas medidas e a concretização de diversas obras públicas municipais, era contribuir para a manutenção da atividade económica e da empregabilidade no concelho, sem nunca pôr em causa o bom governo da autarquia”.

A nota à imprensa reforça  que “apesar do contexto de austeridade determinado pela Covid-19, a Câmara Municipal de Lamego manteve os seus investimentos no concelho, tendo lançado um conjunto de apoios financeiros com o intuito de amenizar os efeitos negativos da pandemia, tanto na atividade económica como junto da população mais carenciada”.

“De entre as várias medidas implementadas, destaca-se a isenção de pagamento de taxas de ocupação do espaço público, nomeadamente na instalação de esplanadas para o setor da restauração; a suspensão da aplicação de taxas e cobrança de mensalidades aos comerciantes e arrendatários do Mercado Municipal, que viram também prorrogado os prazos de licenciamento, coimas, execuções fiscais e documentação administrativa; e o lançamento da campanha “Eu COMPRO no Comércio Local” que incluiu a oferta de vouchers de consumo com o objetivo de dinamizar o comércio tradicional local”, refere o comunicado que nos foi enviado.

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade