Procurar
Publicidade

Resende: Dados de sexta-feira apontam para 37 casos ativos de Covid-19 no concelho

Resende: Administradas 14560 vacinas no concelho

Os dados Autoridade de Saúde Local, de Resende apontavam, na sexta-feira, para a existência de mais 37 casos ativos de Covid-19 no concelho.

A autarquia local esclarece, na sua  publicação oficial, com base nos dados divulgados pela Autoridade de Saúde Local que existem um total de 1003 casos positivos acumulados desde o início da pandemia, sendo que destes, “934 encontram-se recuperados”.

“Mantém-se os 32 óbitos já registados”, acrescenta o município que salienta que “até ao momento foram administradas 2628 vacinas no concelho”.

A câmara realça que a “situação epidemiológica continua grave e Resende é um dos 13 concelhos que tem de ter particular atenção, por se encontrar em zona de risco”.

A autarquia adverte para a necessidade dos munícipes cumprirem com a diretrizes da Direção-Geral de Saúde e evitarem os ajuntamentos.  

Fotografia: Câmara de Resende

“Assim, apelamos a todos os resendenses que evitem ajuntamentos e que cumpram todas as regras e cuidados necessários: uso de máscara, distanciamento físico, etiqueta respiratória e desinfeção frequente das mãos. E, sobretudo: FIQUE EM CASA! Por favor, adote um comportamento responsável, pois só assim poderemos controlar a pandemia no concelho e permitir que a situação evolua de forma positiva”, avança o autarquia na sua página oficial que confirma que  “avançar no Plano de Desconfinamento não significa baixar a guarda e retomar a vida normal”.

Esse sábado, o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS), Carlos Alberto, num comunicado, sobre a evolução da Covid-19 no território, destinado aos cidadãos da Região do Tâmega e Sousa, alertava para o facto da “região está mais uma vez a distanciar-se da generalidade do país, numa altura de particular importância para a nossa vida coletiva”.

Fotografia: CHTS

O responsável pelo Conselho de Administração do CHTS defende que “as fases definidas pelas autoridades para se conseguir o desconfinamento a que todos ambicionamos, implicam uma participação coletiva na adoção de comportamentos que garantam a segurança global”.

“As regras continuam a ser as mesmas e simples: uso de máscara, lavagem frequente das mãos, adoção de condutas de etiqueta respiratória e distanciamento social”, disse, salientando que “sem isso, por muito que as instituições de saúde se tenham preparado para no final da linha poderem atender quem possa precisar, o resultado final dificilmente será positivo”.

Carlos Alberto defende que só “com a ajuda de todos vamos conseguir vencer mais esta fase e avançar com sentido de responsabilidade para uma vida mais tranquila que há muito ambicionamos”.

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Procurar
Close this search box.
Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade