Procurar
Publicidade

AHRESP defende urgente disponibilização do programa Adaptar 2.0

AHRESP volta a propor redução do IVA nos serviços de alimentação e bebidas

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal  (AHRESP)  defende a urgente disponibilização do programa Adaptar 2.0.

A associação refere que  “lançado no âmbito do Programa de Estabilização Económica e Social (PEES), o programa ADAPTAR 2.0 tinha como objetivo reforçar a verba atribuída às micro, pequenas e médias empresas que tiveram necessidade de investir na adaptação dos seus estabelecimentos no contexto da pandemia COVID-19”.

A instituição avança que  “na Região Autónoma dos Açores, o programa ADAPTAR II foi disponibilizado na passada quarta-feira”, mas para Portugal Continental ainda “não foram divulgadas as datas de candidatura nem as condições de acesso”.

“É urgente que este programa seja disponibilizado, concedendo de forma célere o apoio financeiro pelo qual tantos empresários aguardam, numa fase em que as atividades económicas começam a ser autorizadas a reabrir e se torna vital que todas as empresas sejam apoiadas na minimização dos riscos de contágio e infeção”, lê-se na nota que nos foi enviada.

A associação defende, também, a reativação da medida Apoiar Restauração.

“ Com a reabertura mais generalizada do setor da restauração e similares para segunda-feira, serão mantidas as restrições ao horário de funcionamento dos estabelecimentos, que ficarão novamente forçados a encerrar às 13 horas aos fins de semana e feriados. Nesse sentido, a AHRESP defende que a medida “APOIAR Restauração” seja reativada, para que as empresas possam receber a devida compensação por esta grave limitação ao funcionamento, que para muitos estabelecimentos, são os dias de maior faturação”.

Assembleia da República pede ao Governo a ampliação da medida Apoiar Rendas
Fotografia: AHRESP

A instituição, na mesma nota, admite serem urgentes esclarecimentos sobre apoios à manutenção dos postos de trabalho na reabertura.

“ Face ao plano de desconfinamento previsto e com a permissão de reabertura dos espaços interiores dos estabelecimentos de restauração e similares, já a partir da próxima segunda-feira dia 19 de abril, a AHRESP tem vindo a questionar a Segurança Social sobre a continuidade de acesso aos apoios em vigor para a manutenção dos postos de trabalho, nomeadamente ao Lay-off Simplificado”.

A associação realça que para que as empresas se possam organizar atempadamente, é fundamental obtermos os esclarecimentos já solicitados, nomeadamente se “as empresas do setor da restauração e similares poderão manter o acesso ao Lay-off Simplificado a partir de dia 19 de abril? Se sim, até quando?”.

A associação pretende, também, saber se “caso não seja possível, será concedida a possibilidade de transitar de imediato para o Apoio à Retoma Progressiva? Isto é, a mesma empresa pode estar em Lay-off Simplificado de 1 a 18 de abril e no Apoio à Retoma Progressiva de 19 a 30 de abril?”

Partilhe nas Redes Sociais

Em Destaque

Artigos relacionados

Publicidade

Contribua já:

IBAN: PT50 0045 1400 4032 6005 2890 2

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo

Procurar
Close this search box.
Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade

Publicidade

Estamos a melhorar por si, Novum Canal, sempre novum, sempre seu!

Publicidade