Terça-feira, Maio 26, 2020
ParedesÚltima Hora

Paredes apresenta medidas de apoio a famílias e empresas estimadas em 500 mil euros

56visualizações

Aproxima-se o final do mês em que o COVID-19 se abateu no país com danos irreparáveis para a saúde de muitas pessoas e com danos gravíssimos na economia. Assim, o Município de Paredes vai adotar para os próximos três meses, uma série de medidas para atenuar os danos económicos, quer para os Paredenses individuais, quer para as empresas de Paredes.

Assim, no que respeita a pessoas individuais será devolvido 100% da tarifa do lixo e da tarifa da água e saneamento, para os paredenses que vejam os rendimentos reduzidos por força do lay-off ou desemprego em função da pandemia. Os pedidos terão de ser feitos em requerimentos próprios a disponibilizar pela autarquia.

Será possível o pagamento em prestações sem juros das Rendas de Habitação Social, para os agregados que vejam também os seus rendimentos reduzidos por força do Layoff ou desemprego em função da pandemia e serão reforçadas as verbas para o apoio social a medicamentos, para o apoio social ao nível de cabazes de alimentação e para os apoios sociais pontuais, por exemplo ajuda no pagamento de energia.

Às empresas será devolvido 100% da tarifa de lixo, água e saneamento nos próximos três meses, sejam elas comerciais ou industriais, que foram obrigadas ao encerramento, e a devolução de 100% da derrama do ano passado, a pagar em 2020, para empresas com volume de faturação até 150.000,00 ruros. Os pedidos deverão ser feitos em requerimentos próprios.

As empresas estão, também, isentas das taxas de publicidade e de ocupação do solo nos próximos três meses, da taxa paga pelos feirantes no mesmo período

No setor social, a autarquia vai continuar o apoio financeiro de 750 mensais às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS’s), que será alargado aos Bombeiros e Cruz Vermelha, que estão a colaborar com a Câmara Municipal na desinfeção do concelho e no apoio aos idosos sem retaguarda familiar. Estas instituições terão também apoio em materiais de desinfeção e proteção individual para o desempenho das funções.

Os subsídios anuais aos bombeiros e Cruz Vermelha serão antecipados e serão distribuídos materiais de desinfeção às Juntas de Freguesia que estão a colaborar na limpeza dos espaços públicos.

Após o surgimento de um caso positivo de contaminação numa IPSS, a Câmara de Paredes está disponível para fazer testes a todos os utentes e profissionais dessa IPSS, caso não sejam realizados pela ARS em tempo útil.

A autarquia vai antecipar os subsídios de apoio à formação, protocolados com as Associações Desportivas do concelho, e antecipar os subsídios anuais às Associações Culturais.

“Preocupados com a forma como se vai processar o último período do ano letivo”, o Município vai apoiar os alunos de Paredes que possam estar em risco de exclusão por falta de meios informáticos.

Todas as medidas serão reavaliados no final do trimestre e poderão ser renovadas, e outras poderão ser tomadas. Para fazer face a este o conjunto de medidas, o Orçamento da Câmara será reforçado ao nível dos apoios sociais a famílias e empresas em pelo menos 500.000 euros.

“Investir nas nossas pessoas e nas nossas empresas para que elas continuem a investir no nosso Concelho e tenham Orgulho em pertencer ao nosso Concelho”, referiu Alexandre Almeida, presidente da autarquia.

Também a partir de hoje, os utentes de Paredes, Penafiel e Castelo de Paiva vão passar a ter um Centro de Testes ao COVID-19, no Espaço da Associação Empresarial de Penafiel, onde se realiza a Agrival, em Penafiel, estando, ainda, a autarquia a colaborar com a Área Metropolitana do Porto e com a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa para apoios ao Hospital Padre Américo e Unidades de Saúde.